Redação em 7 Lições

Aprenda de modo fácil e descomplicado a escrever excelentes textos dissertativos para concursos públicos, vestibulares e provas do Enem. 

Com este curso, você aprende!



Redação Dissertativa


TEMA INCÔMODO

Fonte: Diário Catarinense


A estimativa de que o rombo na Previdência dos servidores federais deverá chegar a R$ 50 bilhões no próximo ano significa um desafio para quem assumir a Presidência a partir de janeiro e é um sinal claro de que não há mais como retardar a reforma da seguridade. O tema é incômodo para candidatos que querem ficar bem com todos os setores e com todas as corporações durante a campanha. Mas quem quer que venha a ser eleito em outubro precisará demonstrar determinação de levar a reforma adiante. É preciso desarmar esta bomba-relógio que ameaça implodir o sistema de seguridade social no país.

Só para se ter uma ideia da gravidade do problema, o regime geral da previdência dos funcionários públicos federais, cujo déficit deverá ficar acima do registrado no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no próximo ano, atende menos de 1 milhão de aposentados e pensionistas. Enquanto isso, a seguridade social do setor privado, cujo déficit deve ficar entre R$ 42 bilhões e R$ 43 bilhões no próximo ano, contempla um total de 27 milhões de beneficiários.

Em boa parte, o descompasso entre as receitas das contribuições dos servidores federais e os desembolsos para aposentados e pensionistas se devem aos reajustes concedidos a diversas categorias funcionais a partir de 2008 pelo governo federal. O resultado é que, já no ano passado, o déficit dos servidores dos três poderes em âmbito federal foi equivalente a 1,49% do Produto Interno Bruto (PIB), superando o do INSS, que ficou em 1,41%.

Enquanto isso, o descontrole parece cada vez maior, pressionando as contas públicas de maneira geral. Quem quer que venha a assumir a Presidência da República em janeiro de 2011 precisará encarar de vez o déficit previdenciário do setor público, que, mesmo contemplando um universo muito menor de pessoas, supera o do INSS. O tema pode ser incômodo, mas não pode e nem tem como ser ignorado enquanto ainda há tempo de enfrentá-lo.

Fim

Voltar ao Índice

Redação dissertativa 204: Tema: previdência.Tópicos: rombo na previdência dos servidores federais, reforma da seguridade, sistema de seguridade social no país.