Redação em 7 Lições

Aprenda de modo fácil e descomplicado a escrever excelentes textos dissertativos para concursos públicos, vestibulares e provas do Enem. 

Com este curso, você aprende!



Redação Dissertativa


ALERTA ELOQUENTE

Fonte: Zero Hora


É alarmante para os gaúchos o levantamento do Ministério da Saúde sobre óbitos causados pela aids no país. De acordo com os números divulgados esta semana, o Rio Grande do Sul está na contramão dos demais Estados. Nos últimos 13 anos, enquanto o Brasil registra uma diminuição de 24% das mortes decorrentes do HIV, o Estado teve um acréscimo de 52% nas mortes causadas pela doença. Embora as autoridades da área da saúde atribuam estes números à confiabilidade dos registros feitos no Rio Grande do Sul, que tem apenas 5% das mortes na rubrica de causas desconhecidas, enquanto em alguns Estados esse percentual é de até 20%, a possibilidade de que esteja havendo desleixo na prevenção é muito grande. A própria diretora do Departamento de Atenção à Saúde da Secretaria Estadual da Saúde, Sandra Sperotto, admite que o sucesso no tratamento com antirretrovirais pode estar provocando descuido nas pessoas que deveriam usar preservativos e evitar o compartilhamento de seringas.

Diante dos números assustadores e da dúvida sobre as causas desse retrocesso, faz bem a Secretaria da Saúde em organizar um comitê de especialistas para estudar o assunto e apresentar alternativas para este gravíssimo problema de saúde pública. Não é possível que, com o volume de informações disponíveis, os gaúchos continuem liderando este triste ranking de mortes causadas pela aids.

Cabe observar, porém, que a mudança do quadro não depende apenas das autoridades sanitárias. Prevenir-se contra a doença é uma tarefa individual. Os órgãos governamentais têm a obrigação de oferecer à população a orientação e os métodos de proteção necessários, mas a tarefa maior cabe a cada cidadão. No caso de doenças contagiosas, como a aids, a proteção é mais do que uma obrigação dos indivíduos: é um dever para com o restante da sociedade. O ranking divulgado esta semana é um alerta eloquente demais para ser ignorado.

Fim

Voltar ao Índice

Redação dissertativa 48: Tema: aids.Tópicos: redação dissertativa pronta, aids no Brasil, óbitos causados pela aids, mortes decorrentes do HIV, tratamento com antirretrovirais.