Mundo Texto




Sobre simplificar a vida

Redação dissertativa pronta sobre: simplificar a vida, aprender, simplicidade, gastar o tempo, a vida.

Tenho observado o quanto temos o costume de complicar a vida... seja por conta das preocupações ( que são tantas!!!), seja por conta dos cenários que se apresentam, seja pela falta de prática em ver a vida sob um ângulo diferente, seja por preguiça ou acomodação... O fato é que tenho observado que estamos gastando tempo demais com “mimimis”, com chorinhos, com sofrimentos e angústias desnecessárias, e investindo, cada vez menos tempo, realmente vivendo!

Gastar e investir. Duas palavrinhas tão importantes que, se entendidas, começam a fazer parte da nossa existência e, por conseqüência, tornam tudo tão mais leve, tão mais simples! Simplificar a vida passa pelo entendimento do viver e aprender (e apreender para nunca mais esquecer!!!)!

Dia desses, conversava exatamente sobre esse tema com uma querida amiga. E pela conversa maravilhosa que tivemos, me inspirei a escrever esse texto hoje. Ela me dizia que vida boa, mesmo, é quando a gente tem a oportunidade de se dar conta e aprender com ela. E que a perfeição reside no fato de viver conscientemente para aprender com tudo.

Concordei com ela e complementei que o nosso erro está em ser afobado, ansioso demais ( e como estamos assim nos últimos tempos, hein? Tudo pra ontem, tudo conectado, tudo rápido, tudo raso, tudo tenso...) e querer que tudo aconteça logo, do jeitinho que a gente quer. Só que não nos damos conta de que tudo é perfeitamente colocado em nosso caminho para a nossa evolução, caso contrário, não estaria acontecendo conosco! E essa pressa, essa ânsia faz a gente perder, deixar passar, se esvair tanta coisa! E, talvez, poderíamos poupar tantas experiências negativas, sofrimentos, danos... e poderíamos, simplesmente, viver e aprender com mais simplicidade!

Gastar e investir. Quanto tempo precioso gastamos, todos os dias, da nossa valiosa vida? E quanto tempo, realmente, investimos?

Quanto tempo deixamos a vida passar despercebida perdidos em meio a preocupações antecipadas, a sofrimento preconcebidos, a opiniões ainda nem formadas, a afobações?

Quanto tempo investimos em calma, em meditação, em pensamento positivo? Quanto tempo investimos em admirar a natureza e todas as suas belezas? Quanto tempo investimos em agradecer àquilo que somos, àquilo que temos, àquilo que conquistamos? Quanto tempo investimos no amor verdadeiro, no perdão sincero, naquilo que não é monetário, quantificável ou “postável”? Quanto tempo investimos sorrindo para nós mesmos? Quanto tempo investimos no otimismo, na calmaria, na nossa paz interior?

Por mais difícil e sinuoso que o caminho se apresente, o olhar da simplicidade é, sim, sempre a melhor opção! E afirmo isso com todas as letras e com a experiência de quem convive, a cinco anos, com uma realidade bastante pesada (aos olhos dos que gostam de gastar tempo de vida!)! Nada ou muito pouco se ganha deixando a realidade ainda mais pesada do que ela é. Aqui em casa o lema é: leveza! Leveza para observar tudo, para analisar, para agir e para simplificar! Leveza!

Todos temos preocupações, problemas, e questões para resolver. Todos temos um “fardinho” a carregar. E é aí que eu proponho um exercício: que tal olharmos pra tudo isso não como uma carga pesada, mas como a oportunidade única e linda que a vida tem nos dado para, simplesmente, vivermos?


Fonte: http://www.diariodamanha.com - Sabrina Jardim.