Mundo Texto




“TRATO FEITO” DOS NEGÓCIOS

Redação dissertativa pronta sobre: negócios, empresa, estratégia de negócio, mercado, trato feito, bens obsoletos.

O termo bem inservível cada vez mais é utilizado para se referir aos equipamentos, máquinas, matérias-primas e produtos acabados que, por qualquer razão, deixaram de ter utilidade e se tornaram itens ou ativos problemáticos.

Toda empresa, independentemente do ramo de atuação, em algum momento gera ativos deste gênero, que podem ser tanto itens de estoque quanto bens de produção que tornaram-se obsoletos para o negócio. Na maioria das vezes, as indústrias não sabem como lidar com esses itens, que passam a gerar custos em sua estrutura e a representar prejuízo fiscal, já que comumente são vendidos por valores inferiores ao seu preço contabilizado.

A destinação desses bens pode envolver temas delicados, como a estratégia de negócio, por exemplo. Uma empresa que atualizou uma unidade fabril, não pode simplesmente vender o maquinário antigo, sob o risco de criar ou fortalecer um concorrente local. Ela acaba, então, optando em destruir aqueles ativos para não fortalecer a concorrência.

Esses itens inativos precisam ser avaliados sob uma ótica mais criativa. Aquilo que não tem valor em um determinado mercado pode ser de alto valor em outro. A boa notícia é que há oportunidade de transformá-los em receita, além dos tradicionais leilões e sucateiros – que não pagam o melhor valor pela mercadoria.

Ganha cada vez mais importância no país um modelo alternativo e mais lucrativo para as empresas, que, assim como no programa “Trato Feito”, do History Chanel, ajuda a colocar preço e identificar interessados reais, muitas vezes com novas intenções e olhares sobre os bens, dispostos a investir mais do que nas oportunidades tradicionais.

Os principais benefícios desse novo modelo de negócios são: gerir esses ativos inservíveis de modo a reduzir os impactos fiscais que eles geram para as empresas e proporcionar receita com a recuperação parcial ou total dos mesmos com a destinação ideal para cada item. Está na hora de as empresas olharem para os bens obsoletos com outros olhos, buscando uma oportunidade financeira, conseguindo assim, uma nova receita.


Créditos: http://www.extralagoas.com.br - Percival Margato, com modificações nossas para fins didáticos