Mundo Texto




A RAIZ DA CRISE

Redação dissertativa pronta sobre: crise ética, crise econômica, corrupção.

Vivemos em momento delicado. Crises ética e econômica simultaneamente presentes. O país está, verdadeiramente, nocauteado pela má gestão. Essa a realidade! Gestão povoada por sanguessugas e incompetentes certamente a sociedade não quer. Esta almeja, por óbvio, eficiência e retidão na condução dos interesses públicos.

A questão é saber se somente a incompetência e a corrupção de alguns induziram à situação caótica vivida. A meu sentir não! Outros fatores estão presentes. Entre esses, está um histórico comportamento governamental que busca inserir a atividade pública em setores nos quais não deve estar. Essa conduta acarreta um gigantismo letal à eficiência, face à multiplicidade de setores em que passa a atuar, dificuldades de controle, volume de gastos e ausência de foco.

Estado excessivamente intervencionista, quiçá, atenda apenas a interesses eleitoreiros de governos. Ao assim proceder, sem dúvida, sacrifica a eficácia de suas funções essenciais, embora devesse nesse espaço ativamente estar presente. Assim, como está, portanto, não é possível continuar e a situação é bem mais complexa do que o ajuste das contas e punição de criminosos.

A questão maior reside no modelo atual de Estado. Este permite todos os desmandos que aí estão. Para assim concluir, não é preciso nem mesmo ser atento, basta não ser alienado. Portanto, chegou o momento dos agentes políticos definitivamente compreenderem que a fórmula atual se esgotou e a sociedade deve decidir que Estado quer. Aquele assistencialista ou aquele que divide responsabilidades. O primeiro dá o peixe, o segundo ensina a pescar!

Nesta quadra da história, é inegável que a medida da intervenção estatal na vida do cidadão deve ser revista, pois como está, além de tolher a liberdade, permite o incremento de desmandos. Estado conduzido por governo atordoado pelo gigantismo, tolerante com a incompetência e não competitivo é modelo inaceitável. Assim, a raiz da crise, antes da corrupção e da má gestão, está no modelo de Estado que permite o agir inconsequente de governos.


Créditos: http://wp.clicrbs.com.br, Sérgio Gilberto Porto