Mundo Texto




PARA INOVAR, INOVADORES

Redação dissertativa pronta sobre: inovar, inovação, competição de mercados, organizações, modernização, negócios.

Nunca, na sociedade global, se falou tanto em inovação, como nos dias atuais, tampouco sua busca foi tão propagada e necessária ao se considerar o oceano em que as organizações, em especial, se encontram mergulhadas. Falamos da competição de mercados e suas características vorazes, que neste mundo contemporâneo atuam como um impiedoso processo de seleção artificial, decidindo, em velocidade recorde, quem sobrevive.

O sucesso das organizações se encontra na capacidade de se diferenciar, de inovar. É a dinâmica capaz de mantê-las vivas nessa constante revolução, criando uma diversidade de ideias, produtos, serviços, experiências e condições viáveis para soluções realistas e inovadoras com propostas de valor consistentes. Ou seja, o sucesso é a capacidade de atrair a atenção e o gosto do mercado consumidor para seus resultados.

Para inovar, a empresa precisa criar o ambiente, o cenário interno e uma cultura inspiradora para que as pessoas sejam preparadas, educadas para pensar e fazer inovação. A essência dessa é a busca pela diferenciação, de novas alternativas, de algo que não reside na pura e simples tecnologia, no investimento para aumento da produção, na modernização de máquinas ou aposta em financiamentos, mas no pensamento, nas mentes das pessoas.

Inovação não é algo imediatista ou pontual, cercada de medidas simplistas que adiam resultados e que, muitas vezes, levam um empreendimento a fechar as portas. A realidade empurra as organizações para a situação de “se repensar”, “se rever”, “se reinventar” a cada dia. É como disse Darwin, “quem sobrevive é quem está mais preparado para mudanças, ou seja, o mais adaptável”. Nesse cenário de competição acirrada e dificuldades sociopolíticas-econômicas, como a que estamos vivendo, as empresas precisam aprender a se readaptar na mesma velocidade em que os fatos surgem. É preciso navegar nos problemas, modelar, utilizar uma bússola estratégica, a inovação.

As inovações geradoras de valores, por mais simples que sejam, demandam conhecimento profundo do assunto e também de técnica, de planejamento do futuro dos negócios. O valor gerado é o que é importante para as organizações e em um prazo de cinco anos, conforme advertem os estudiosos do tema. Para isso, os executivos devem se capacitar para entender o conceito de inovação como valor percebido, compreendendo as fases de exploração e análise estratégica, implantação e gestão de um portfólio de inovação a médio e longo prazo. Conhecimento e pessoas podem ajudar a ver este caminho que está ligado ao treinamento intelectual.

Trata-se da tarefa mais importante para os executivos e líderes de hoje. Em inovação não existem receitas nem fórmulas. Precisamos criar ambientes, criar inovadores.


Créditos: http://www.opopular.com.br, Humberto Rodrigues de Oliveira